Dos confetes…

29 - setembro - 2009

Ê laiá! Quanto tempo…como disse minha amiga,muitas coisas aconteceram…ressucitamos das cinzas…ou melhor, dos confetes.

A quase 1 mês atrás já, estava eu em NYC e vou lhes contar a minha história…

Passeavamos eu e o boyfriend na 42 st. em NYC…quando passamos enfrente ao B.B King Blues Club e recebemos um flyer  a porta. Eu dou uma olhada o flyer onde encontra-se escrito : KC and The Sunshine Band Aug 24…parei para pensar : péra, dia 24 é hoje! Faltei berrar na rua…mas me controlei….o boyfriend, c0itadinho, não sabendo do que se tratava a “quase” esteria perguntou o que era… aí expliquei, claro. Mesmo ele não sendo total fã e conhecedor dos anos 70, fomos nós ver quanto era o ingresso. Ok, comprei para nós e fiquei receosa de que ele não fosse gostar e eu tivesse gastado dinheiro à toa, por um lado, claro. Ele também não ajudou muito, mas eu iria ver o show de qualquer maneira, lógico!  Faltavam umas 4 horas para o show apenas!

Voltamos para “casa” e depois fomos ao show…em cima da hora chegamos ao local. Eu, já empolgada, estava feliz por aquele show estar acontecendo naquele momento, podendo me dar assim um pouco de alegria que eu tanto precisava

A casa de show pequena e bem aconchegante, vímos umas pessoas na porta como se tivessem tentando entrar sem ter ingresso ou até espionar o show. Pensei : isso acontece aqui também? Ha suckers, eu tenho o ingresso e você não tem! 🙂 Entramos e a casa estava cheia…uma enorme bar ao fundo,todas as mesas cheias e uma pista. Fomos pra a pista, lógico. Uns 3 minutos que chegamos lá, o show começa. Frenezi geral e como Aline sabe também, encontramos sempre as melhores e impagáveis figuras na platéia, e não eu outra. Calhamos de ficar ao lado de um casal hilário, onde o marido gritava para o KC : Yeah baby! ou Sing it to me baby ou até Oh I was 18 years old in 75, ou algo do tipo… como eu ría! Eles tavam se esbaldando…e era muito legal de ver… e engraçado.

KC adentra o palco e eu penso : nossa, como ele está velho…e barrigudo! Como o tempo passa…. (falei que nem velha  agora…mas é…a idade tá chegando…24 em janeiro…aí já viu…). A explicação da barriga de KC veio ao longo do show… ele parou de fumar a um tempo… então posso dizer que apóio a barriga! KC está com 58 anos agora,se não me engano. Ele falava a todo momento de sua idade e de como estava velho e não tinha mais energia, era engraçado. E dava para se notar realmente no palco, e ele também não tinha vergonha de mostrar, o que era legal. Mas ele ainda aquenta… mais do eu aguentaria em uma palco, rs.

Seu guitarrista é o máximo! Tinha um jeito afeminado e fazia caras e bocas hilárias. E o mais importante, era um bom guitarrista.

Eu cantava e dançava… estava amando e não acreditando que estava vendo KC and the Sunshine band em NYC! E super de perto. Estava esperando pelo momento de “Keep it coming love”, uma ou senão a minha favorita deles. Com certeza foi o melhor momento do show… pelo menos para mim. E não tive como não lembrar do programa Amaury Jr. e de Vesgo e Silvio, o que acontece sempre que escuto essa música. Descobri uma coisa que não sabia : a música “Rock you baby” é de KC. Nunca tinha escutado essa música cantada por ele, apenas por George McRae, e por sinal gosto muito dessa música.

A interpretação de “Please don’t go” (é, essa mesma…. “please don’t go..don’t goooooo, don’t go away”) foi excepcional. Tão dramática que chegou a ser engraçada. Na parte “You walk out that door”, KC olhava e apontava para uma das saídas do palco, com uma cara de que realmente estava sentindo tudo aquilo. Mais um detalhe para esse show ser memorável. E o que falar da jaqueta com brilhos e escrita atrás “KC and the Sunshine band”? Eu quero uma!

Em suma, foi tudo ótimo, me diverti como não tinha em um bom tempo, tive  a oportunidade de ver uma banda que com certeza gostaria de ver e ainda o boyfriend achou o show “amazing”!  🙂 Tudo foi, e acabou, do jeito que eu gostaria.

Quero ver o show de novo! Ahhhhhh!

No B.B King Blues Club, NYC, agosto 2009

No B.B King Blues Club, NYC, agosto 2009

No B.B. King Blues Club,NYC, agosto 2009

No B.B. King Blues Club,NYC, agosto 2009

Anúncios

Trilha da Vez 2

28 - setembro - 2009

Pois é… há muito tempo este cantinho foi abandonado. Tantas coisas aconteceram. Whitney Houston parou de usar drogas, Michael Jackson morreu (ou está vivendo com Elvis Presley?) e até nosso queridinho Patrick Sawyze, que falexeu no ultimo dia 14 em Los Angeles aos 57 anos. E apesar de não ser um ator de muitos sucesso, os três de seus filmes mais conhecidos são:

“Para Wong Foo, Obrigado por tudo! Julie Newmar”

Dirty Dancing — Ritmo Quente

Ghost — do Outro Lado da Vida

Acredito que o primeiro seja o menos conhecido, ao menos de nome, pois acredito q muita gente já o assistiu na Sessão da Tarde.

Mas a trilha de hoje será do meu filme preferido dele.

Dirt Dancing. A dança final todo mundo conhece, principalmente se você já foi aquelas festas de debutante com dança do príncipe no final, resolvi mostrar uma música que gosto muito. She’s like the wind. E para os que não sabem a mesma foi gravadae co-escrita  por Patrick.

sinopse:

Em 1963, Frances Houseman (Jennifer Grey), ou “Baby”, como é chamada pela família, uma jovem de 17 anos, viajou com seus pais, Marjorie (Kelly Bishop) e Jake Houseman (Jerry Orbach) e sua irmã Lisa (Jane Brucker) para um resort em Catskills. Ao contrário de Lisa, que pensa em roupas, Frances é idealista e quer estar no próximo verão no Corpo da Paz estudando a economia dos países do Terceiro Mundo. Assim, ela espera que este seja o último verão como uma adolescente despreocupada, mas Baby não se dá muito bem com sua irmã mais velha e está entediada em tentar distrair os hospedes mais velhos (foi envolvida nesta situação por seu pai). Até que numa noite Baby ouve algo que parece ser um som de festa no alojamento dos funcionários (que os hospedes não podem ter acesso). Ela consegue entrar na festa graças a um empregado e descobre que ali o pessoal realmente se diverte com danças, que Max Kellerman (Jack Weston), o dono do hotel, não permite. Baby chega a dançar com Johnny Castle (Patrick Swayze), um professor de dança, e logo fica apaixonada por ele. Quando Penny Johnson (Cynthia Rhodes), a parceira de dança de Johnny, fica grávida por ter se envolvido com Robbie Gould (Max Cantor), um dos garçons, Baby se oferece para aprender a dançar e substituir Penny, mas o pai de Baby, quando descobre, não gosta disto, pois considera que Johnny é de outra classe social e Baby é jovem demais para entender seus sentimentos.

ficha técnica:

  • título original:Dirty Dancing
  • gênero:Romance
  • duração:01 hs 37 min
  • ano de lançamento:1987
  • site oficial:
  • estúdio:Great American Films Limited Partnership / Vestron Pictures
  • distribuidora:Artisan Entertainment
  • direção: Emile Ardolino
  • roteiro:Eleanor Bergstein
  • produção:Linda Gottlieb
  • música:John DeNicola, Donald Markowitz, John Morris e Franke Previte
  • fotografia:Jeff Jur
  • <!–

  • desenho de produção:
  • –>

  • direção de arte:Mark Haack e Stephen J. Lineweaver
  • figurino:Hilary Rosenfeld
  • edição:Peter C. Frank
  • efeitos especiais:

elenco:

Links?

Saiu na mídia a notícia de que estão querendo remake do filme.

Site do Filme

Bom, finalmente a música…

Clipe do filme com a música

Clipe Original da música